Atualizado 13/06/2019

Vida Saudável abordando a obesidade e riscos à saúde

A obesidade é definida como uma doença crônica, com característica de excesso de gordura corporal, levando a prejuízos a saúde. É um evento de aumento de peso, mas nem sempre esse aumento de peso pode estar relacionado à obesidade, podendo usar como exemplo os atletas, em que são “pesados”, mas por possuírem maior massa muscular e não adiposa.

 

Os prejuízos a saúde de quem possui a obesidade são dificuldades respiratórias, distúrbios do aparelho locomotor e problemas dermatológicos. Assim como levar a problemas de saúde que podem levar a morte, como doenças cardiovasculares, dislipidemias, diabetes tipo dois e até mesmo ao câncer.

 

As causas da obesidade podem estar relacionadas às populações serem mais suscetíveis pela genética, assim como por fatores alimentares como a diminuição do consumo de fibras, aumento do consumo de gorduras e açúcares, baixa atividade física; assim como a obesidade pode ser seqüela da desnutrição, pois uma restrição energética e protéica promove uma modificação no sistema nervoso central, facilitando o acúmulo de gordura corporal. 

 

A obesidade é considerada pela Organização Mundial da saúde como um problema de saúde pública, em que no Brasil se estima que 20% das crianças são obesas e 32% dos adultos apresenta algum tipo de excesso de peso, em que 25% são casos mais graves. Sendo considerado um problema sério em todas as regiões do país, mas mais preocupante na região sul.

 

As mudanças alimentares para a prevenção e o tratamento da obesidade são: 

  • Alimentos in natura ou minimante processado a base da alimentação
  • Moderar no consumo de óleos, gorduras, açúcar e sal
  • Evitar consumo de ultraprocessados
  • Fazer compras em locais com variedade de alimentos in natura ou minimamente processados
  • Consumir diariamente frutas, legumes e verduras
  • Beber no mínimo 2 litros de água no dia
  • Praticar no mínimo 30 minutos de atividade física diariamente

 

Consulte o nutricionista e o médico para te orientar e para promover uma vida mais saudável e duradoura!

 

Próximo tema será sobre alimentos in natura, minimamente processados, processados e ultraprocessados, para maiores informações consulte minha página no Facebook ou instagram nutricionista Everlin Massing, até a próxima!

 

FONTE:

PINHEIRO, Anelise Rízzolo de Oliveira; FREITAS, Sérgio Fernando Torres de; CORSO, Arlete Catarina Tittoni. Uma abordagem epidemiológica da obesidade. Revista de Nutrição, Campinas, v. 17, n. 4, p. 523-533, 2004.

 

BRASIL. Agência Nacional de Saúde Suplementar. Diretoria de Normas e Habilitação dos Produtos. Gerência-Geral de Regulação Assistencial. Gerência de Monitoramento Assistencial. Coordenadoria de Informações Assistenciais. Manual de diretrizes para o enfretamento da obesidade na saúde suplementar brasileira [recurso eletrônico]. Rio de Janeiro : ANS, 47p., 2017.

 

PORTO, Tatiana Naiana Rodrigues dos Santos; et al. Prevalência do excesso de peso e fatores de risco para a  obesidade em adultos. Revista Eletrônica Acervo Saúde. Vol. Sup.22, pp. 1-12, 2019.

© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções