Atualizado 30/11/2017

Renato leva banho, decreta feriado e alfineta Inter: "Fiquem com uma beirinha"

Técnico gremista pediu que o prefeito Nelson Marchezan Júnior fosse acordado para informar sobre seu "decreto" e avisou que terá três dias de folga

    A língua afiada sempre foi uma marca na carreira de Renato Gaúcho, tanto o jogador quanto o treinador. Imagina após a conquistar o título da Libertadores? Após levar um banho de água e isotônico dos jogadores, o técnico do Grêmio deu mais um show nos microfones. Decretou que o dia 30 de novembro será feriado em Porto Alegre e, claro, alfinetou o rival Inter.

 

    O técnico entrou para conceder entrevista pouco depois das 0h30 desta quinta-feira, 45 minutos após o Grêmio superar o Lanús por 2 a 1 e confirmar o tri da América. Não conseguiu na primeira vez. O grupo invadiu a sala de imprensa de La Fortaleza e deu um banho no comandante, enquanto gritavam "tricampeão, tricampeão". Empolgado, vibrava com os pupilos, aos risos.

 

    Depois, recebeu uma toalha para se secar e colocou um boné no cabelo ensopado. Ao começar o discurso, sem esconder a alegria, dividiu o prêmio com gremistas importantes, como o superintendente Antônio Carlos Verardi, o ex-coordenador-técnico Valdir Espinosa e o ex-presidente Hélio Dourado e o jornalista Paulo Sant'anna, que faleceram nesse ano.

 

    Depois, começou o show. Mesmo com a madrugada na capital gaúcha, pediu que o prefeito Nelson Marchezan Júnior fosse acordado. O motivo? Informar ao homem mais importante de Porto Alegre que Renato havia decretado feriado na cidade:

 

    – Tudo foi nota 10. Queria que alguém acordasse o prefeito de Porto Alegre. Com todo respeito, seu Marchezan. Mas eu, Renato Portaluppi, estou declarando feriado em Porto Alegre. O senhor atenderá nosso pedido. Há um grande clube campeão do mundo e tricampeão da América chegando. Somente curtam.

 

    Renato aproveitou também os holofotes para cutucar o Inter, maior rival do Grêmio e que retornou à Série A após um ano na segunda divisão. Apesar de usar "todo o respeito", deixou claro que a temporada de corneta ao rival estava aberta.

 

    – Com todo respeito aos colorados, que subiram da Série B. Também podem ficar essa beirinha do feriado também porque o Papai Noel é gremista – declarou.

 

    Com todo o poder – e o respeito – que tem o treinador tem no Grêmio, apenas informou que terá três dias de folga. O destino? O Rio de Janeiro, é claro. Renato, campeão da Libertadores como a camisa do Grêmio como jogador em 1983 e agora como técnico, pode tudo. Quem contestará?

© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções