Atualizado 17/05/2018

Renato exalta "vontade e garra" do Grêmio para garantir classificação antecipada

Técnico diz que gramado em "péssimas condições" atrapalhou possibilidade de melhor desempenho

Renato deixa o gramado após a vitória (Foto: Eduardo Deconto)
Renato deixa o gramado após a vitória (Foto: Eduardo Deconto)

     A vitória sobre o Monagas por 2 a 1 veio no último lance do jogo. Um prêmio para a dedicação do time misto do Grêmio na noite desta terça-feira, em Maturín, na Venezuela. Se na técnica não foi possível, muito por conta do gramado em péssimas condições, nas palavras do próprio Renato Portaluppi, a equipe gaúcha foi na vontade e na raça, saudadas pelo comandante gremista. O resultado garantiu a classificação antecipada para as oitavas de final da Libertadores.

 

    Com 11 pontos, o Tricolor também retomou a primeira posição do Grupo 1, já que o Cerro Porteño havia vencido o Defensor no Uruguai e chegado aos 10 pontos. Mantém-se, portanto, na briga pela melhor campanha geral entre os classificados. Por isso os três pontos buscados aos 51 minutos do segundo tempo, em pênalti convertido por Jailson, foram tão celebrados.

 

    - Sabíamos do resultado do Cerro, foi a conversa que tive com o grupo antes de entrarem em campo. Falei que era necessário a vitória para brigar pelo primeiro lugar em casa. Não fizemos um bom primeiro tempo, melhoramos um pouco no segundo. Mas o gramado muito ruim, em péssimas condições, ficou difícil de trabalharmos a bola. Sem muitos jogadores que vinham jogando. Mas afinal de contas, prevaleceu a vontade, a garra dos jogadores do Grêmio. Foi um final eletrizante. Mais importante é que conseguimos a vitória e dependemos de nós mesmos para fazer a primeira colocação - comentou.

 

    O treinador gremista teve, porém, uma notícia ruim no início da partida. Alisson sofreu um problema muscular na coxa esquerda e terá de ser reavaliado em Porto Alegre, em mais uma provável baixa. O treinador, claro, lamentou o desfalque, mas afirmou que confia em todo o grupo para situações como essa.

 

    - Eu treino um grupo, já disse. O jogador tem que estar preparado, a qualquer momento vai receber oportunidade. Ou saindo, ou entrando no decorrer. É um dos nossos sucessos, por isso não canso de elogiar meu grupo. Quando não contamos com alguns jogadores, líderes inclusive, não me preocupo. Sei que quem entrar em campo, não mostramos o mesmo nível, mas gostei. Criamos bastante e fomos felizes no final da partida com o gol de pênalti. O objetivo era a vitória. Mais importante foi ter êxito - completou o comandante.

 

    O Tricolor retorna na madrugada desta quarta-feira para o Brasil, com chegada prevista para as 14h20 em Porto Alegre. O elenco será liberado e volta a treinar na quinta-feira à tarde, no CT Luiz Carvalho. O próximo compromisso é no domingo, contra o Paraná, pelo Brasileirão, na Vila Capanema.

© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções