Atualizado 08/08/2017

Presidente do Grupo RIC/SC comenta sobre demissão de profissionais da emissora de Xanxerê

Presidente do Grupo RIC/SC comenta sobre demissão de profissionais da emissora de Xanxerê

 

 

Presidente do Grupo RIC/SC comenta sobre demissão de profissionais da emissora de Xanxerê

(Foto: Divulgação) 

 

    Profissionais da RICTV Record de Xanxerê foram demitidos na manhã desta terça-feira (8). O anúncio e rescisão dos contratos dos jornalistas, cinegrafistas, editores, administrativo e a equipe do operacional foi feito pelo próprio presidente do grupo, Marcello Petrelli, que esteve em Xanxerê para conversar e explicar os motivos das demissões.

    Já ao meio-dia, o Balanço Geral de Chapecó passou a ser transmitido no lugar do Jornal do Meio Dia de Xanxerê, e o apresentador Eduardo Prado anunciou, na abertura, que os telespectadores da região Meio Oeste, que acompanhavam a programação da emissora de Xanxerê, a partir de agora vão receber o sinal de Chapecó.

    Eduardo destacou ainda que notícias de Xanxerê e região vão continuar a ser exibidas na tela da RICTV pelo Balanço Geral, uma vez que a emissora de Xanxerê foi integrada a Chapecó e manteve uma equipe de profissionais que vai produzir reportagens da região.

    A emissora de Xanxerê completou, em 2017, 24 anos de fundação e quase dez de administração pelo Grupo RIC. Sempre atuou levando informação para 100 municípios da região Oeste e Meio Oeste de Santa Catarina.

Justificativa
    O presidente do Grupo RIC de Santa Catarina, Marcello Petrelli, informou à reportagem do TUDOSOBREXANXERÊ.com.br que a decisão de reduzir a equipe se deu por dificuldades financeiras que se agravaram com o cenário econômico atual. Porém, segundo ele, com a integração de Xanxerê a Chapecó, os assuntos do município e da sua região de cobertura agora vão ter mais visibilidade.

    - A situação atual nos exigiu tomar essa decisão, mas a emissora de Xanxerê continua sendo uma geradora de conteúdo, continua com estúdio, com as instalações, com o sinal digital que foi implantado no ano passado. O que não vai mais ter é a operação local com uma programação de duas horas e meia por dia, mas a programação vai ser integrada com Chapecó que vai dar visibilidade a Xanxerê para uma região maior, que vai de Chapecó a São Miguel do Oeste – explica.

    Marcello comentou ainda que o momento exige outro formato e que, quando a situação econômica for favorável e houver convergência entre a emissora, o poder público e a inciativa privada, novos investimentos podem voltar a ocorrer em Xanxerê.

    - Temos que agradecer a cidade de Xanxerê por ter nos acolhido e dizer que continuamos aqui, só que em um novo formato. Agradecemos também a todos os colaboradores pela dedicação diária e queremos frisar que nossa decisão não teve caráter pessoal com ninguém, apenas uma forma de contornar a situação atual – finaliza o presidente do Grupo RIC SC.

Fonte: Tudo Sobre Xanxerê
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções