Atualizado 09/10/2017

Governador inaugura a última etapa da restauração da SC-157 no Oeste do Estado

O governador Raimundo Colombo inaugurou a última etapa da restauração da SC-157, em Quilombo, nesta sexta-feira, 6, dia em que município comemora 56 anos.

    As obras, que fazem parte do Pacto por Santa Catarina, foram divididas em três lotes, com investimentos de R$ 185,7 milhões, nos 96 quilômetros, desde a divisa com o Paraná até o trevo de Chapecó. 

 

    O último lote, inaugurado pelo governador nesta sexta, corresponde ao trecho de 25,6 quilômetros, desde a ponte sobre o Rio Chapecó até o trevo de Formosa do Sul, com recursos de R$ 54,7 milhões. Este trecho da rodovia recebeu o nome de Ângelo Fantin, uma homenagem ao fundador da empresa Parati de São Lourenço do Oeste, falecido em 2015.

 

    Colombo também fez a menção de entrega do trecho entre o trevo da BR-282 em Chapecó, que passa pelo Distrito de Fernando Machado em Cordilheira Alta e por Coronel Freitas, até a ponte sobre o Rio Chapecó, no limite com Quilombo. Neste lote de 29,2 quilômetros, o investimento foi de R$ 47,2 milhões. Dos três lotes, o primeiro, de São Lourenço do Oeste a Formosa do Sul, foi inaugurado em 2015. São 40,9 quilômetros e recursos de R$ 83,8 milhões. 

 

    “A obra era um sonho de toda região. Toda essa revitalização da SC-157 vai oferecer mais segurança, uma condição melhor no escoamento da produção, ganho de tempo, vai melhorar ainda mais produtividade e aumentar a competitividade. E assim vamos conseguindo fazer nosso Estado se desenvolver, além de dar mais oportunidades a todos os catarinenses”, destacou o governador.



    Nos trechos, foram feitos serviços de recuperação da pavimentação asfáltica, aumento da capacidade de tráfego, a inclusão de terceiras faixas em locais com aclive, a melhoria de algumas curvas acentuadas, defensas, novos trevos, paradas de ônibus, acostamento e drenagem. A SC-157 é uma importante rodovia para a região Oeste e para o escoamento da produção. Ela liga Santa Catarina aos estados do Rio Grande do Sul e Paraná.

 

    “É mais um trecho que traz desenvolvimento. Aqui a região é muito produtora e merece este investimento”, disse o prefeito de Quilombo, Silvano de Pariz.  O empresário de Quilombo, Vitalino Bandiera, salientou que a obra de restauração era aguardada por toda população, pois a rodovia estava deteriorada, causando muitos transtornos. “Para nós comerciantes que temos que distribuir materiais para as pessoas e temos que buscar muitas vezes em outras cidades, ter um asfalto de qualidade é fundamental. É um presente para nós essa obra. Agora, por exemplo, se precisamos ir até Chapecó, em 45 minutos estamos lá. Isso representa ganho de tempo, agilidade e segurança com uma boa rodovia.”

© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções